O campo de atuação dos profissionais de hipnose é muito vasto e diversificado. Isso porque a técnica pode ser utilizada tanto como uma terapia alternativa no tratamento de doenças emocionais, físicas e psicológicas, quanto no desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas. Mas não para por aí porque a hipnose consegue atingir até o universo esportivo.

Jogadores de futebol, fisiculturistas, maratonistas e lutadores são alguns exemplos dos atletas de alta performance, que têm o próprio corpo como principal instrumento de trabalho. Rotina extensa de treinos, acompanhamento fisioterapêutico e nutricional são alguns itens que integram o “kit” de preparação para as competições onde o principal objetivo é ser o melhor ou estar entre os melhores.

Nesse processo, a ansiedade pode ser uma grande vilã porque embora seja uma reação fisiológica natural do ser humano (desde que tenha motivo, autolimite, não seja excessiva e nem constante), se torna um problema quando passa a influenciar negativamente no desempenho do atleta gerando problemas como a perda de foco. Através das técnicas de hipnose é possível acessar o inconsciente e controlar a ansiedade, estabelecendo o equilíbrio e potencializando a concentração para atingir os resultados.

Além disso, a hipnose também pode ser utilizada no controle da dor em casos de lesões. Mas como? Quando a pessoa sente dor devido à queda ou choque corporal, por exemplo, as áreas cerebrais são acionadas e através do método é possível diminuir a atividade de locais específicos do cérebro e dessa forma aumentar o limiar de dor dos atletas.

Ainda sobre o cérebro, em sua parte mais anterior, existem os neurônios chamados “em espelho” que são ativados quando o indivíduo observa alguém fazendo alguma atividade motora. Como assim? Um karateca pode, por exemplo, assistir seus próprios vídeos ou de outros atletas que são referência para ele e essa ação pode ajudá-lo em uma competição futura porque a visualização é uma forma de aprendizado.  Repetir mentalmente e inúmeras vezes uma sequência de movimentos a serem feitos na hora da luta também é uma técnica pode contribuir para um melhor desempenho.

 

Quem pode aplicar

É importante destacar que os Conselhos de Medicina, Fisioterapia e Psicologia reconhecem o uso da hipnose clínica no Brasil e os profissionais dessas áreas podem utilizá-la tanto em atletas quanto em pacientes em geral desde que tenham as certificações necessárias.

 

Leave a Comment