+55 71 99103.0603 contato@arcadiainsitute.com.br

Você já ouviu falar em Terapia Junguiana? E psicologia analítica? Trocando em miúdos, esses termos são sinônimos e representam uma linha da psicologia iniciada por Carl Jung (por isso é denominada Junguiana), médico e psiquiatra suíço que viveu entre os anos de 1875 e 1961, tendo convivido com grandes nomes da área psiquiátrica como Freud e Bleuler.

Mas o que esse homem fez de tão legal assim? Jung era um investigador do inconsciente (na nossa mente 10% é consciência e 90% inconsciência) e a melhor maneira que ele encontrou para fazer experiências foi sendo ele mesmo o sujeito em análise. Mas como assim? Então, tudo que acontecia na vida dele como sonhos e intuições, eram objetos de pesquisa e observação que poderiam ser trabalhados e trazidos do inconsciente para o consciente. Resultado: autoconhecimento, expansão da consciência.

Nós e os outros
Para além de nós mesmos, estão as outras pessoas. Nós, os seres humanos, somos relacionais e desde que nascemos os ciclos começam e com o tempo só aumentam. Familiares, amigos, amores, colegas de profissão, todos em seus mundos individuais e no mundo real onde tudo acontece ao mesmo tempo agora. Aqui, o autoconhecimento se faz ainda mais importante porque, com a expansão da consciência, é possível compreender melhor tanto a vida quanto os nossos relacionamentos, em todas as áreas.

Vamos a um exemplo prático? Existe, dentro da psicologia analítica, o que é chamado de “projeção da sombra”. Ela faz com que você enxergue no outro aquilo que é sombrio em você. O que é mais fácil? Aceitar as próprias fraquezas ou projetá-las nos outros? Na verdade, isso é uma defesa para evitar olhar para si, olhar pra dentro. A sombra faz parte do nosso inconsciente, é o lado escuro da nossa psique, da nossa personalidade. Trazendo-a para o consciente e enfrentando, é possível alcançar a cura, o bem estar.

A relação conosco e com os outros pode nos levar a transformações que melhorarão as nossas vidas. Isso é liberdade pessoal. “Ninguém se ilumina imaginando figuras de luz, mas se conscientizando da escuridão”, disse Carl Jung.

Para saber mais sobre o assunto, basta realizar a inscrição para a próxima edição do Ciclo de Palestras Arcadia, que será comandada pelo terapeuta junguiano Djalma Argollo no dia 19 de fevereiro, terça-feira, no auditório da instituição. Mais informações: (71) 99103-0603/ falar com Ana Paula.,

X