+55 71 99103.0603 contato@arcadiainsitute.com.br

Sonhar com dente podre não é coisa boa. Sonhar com alguém doente é vida. Sonhar com uma mulher grávida é sinal de mudança, transformação. Será? Entre mitos e verdades, uma coisa é certa: é através dos sonhos que nosso inconsciente nos manda mensagens e saber o que eles significam de fato pode ajudar no processo de autoconhecimento, autoavaliação, resultando em mudanças significativas e positivas pra vida.

Para Carl Jung, psiquiatra e psicoterapeuta suíço que criou a psicologia analítica, “o sonho é, conforme sabem, um fenômeno natural. Não é fruto de uma intenção. Não podemos explicá-lo a partir de uma psicologia que provém da consciência. Trata-se de um modo específico de funcionamento que não depende da vontade e do desejo, da intenção ou do objetivo do Eu Humano. É um acontecimento não intencional” (JUNG, 2011, p. 16)

A busca em entender esse assunto também ultrapassa a ciência. É comum encontrarmos religiosos que associam os sonhos à comunicação com o mundo espiritual. Em outros casos, o ato de sonhar pode estar associado à premonição, ou seja, sinal de algo que vai acontecer no futuro. Entre análise científica e o senso comum há diversas respostas, possibilidades. Como o cérebro humano ainda carrega muitos mistérios, tudo pode ser.

Para saber mais sobre o assunto, basta realizar a inscrição para a próxima edição do Ciclo de Palestras Arcadia, que acontece na próxima terça-feira, dia 12, com o terapeuta junguiano Djalma Argollo, no auditório da instituição. Mais informações: (71) 99103-0603/ falar com Ana Paula.

X