+55 71 99103.0603 contato@arcadiainsitute.com.br

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o transtorno do pânico atinge de 2% a 4% da população total e 264 milhões de pessoas no mundo sofrem de ansiedade. Denominadas como transtornos de ansiedade, essas patologias são algumas das principais que vêm afetando a saúde mental e comprometendo a qualidade de vida dos indivíduos e uma das terapias alternativas indicadas para tratar tanto ansiedade quanto o pânico é a hipnose.

Falta de ar, aceleração cardíaca, pressentimento de morte, sensação de aperto da região do peito, medo, sudorese e formigamento nas mãos são os sintomas mais comuns relatados pelos pacientes nos consultórios de hipnose clínica. O transtorno do pânico é caracterizado por fortes crises de ansiedade que acontecem inesperadamente e acomete (na maioria das vezes) pessoas que tenham transtornos de humor, ansiedade ou já tenham sido diagnosticadas com doenças como a fobia social.  Além disso, o histórico familiar e o uso de tóxicos e entorpecentes as tornam mais propensas a desenvolver esse quadro clínico.

Já a ansiedade é uma reação fisiológica natural do ser humano, mas, ao se tornar excessiva e constante, o indivíduo passa a ser considerado portador do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). A dificuldade para dormir, perda de concentração e a tensão estão entre os sinais psíquicos mais comuns. Muitas vezes confundida com depressão, pode ser causada por fatores como situações de estresse, excesso de atividades no dia a dia, problemas hormonais e o uso excessivo de substâncias prejudiciais à saúde, a exemplo da nicotina  e do uso abusivo do álcool.

 

Sobre os tratamentos

Os tratamentos tradicionais são normalmente os mais indicados para o controle dessas doenças, como o uso dos medicamentos (sendo utilizados pelo período mínimo de 6 meses) prescritos por psiquiatras, o acompanhamento psicológico e psicanalítico. Já a hipnose, reconhecida legalmente enquanto atividade através dos conselhos de medicina, psicologia, fisioterapia e odontologia, vem sendo utilizada no Brasil ainda de forma embrionária, mas já tem trazido benefícios comprovados aos pacientes.

O tratamento acontece durante o transe, estado alterado de consciência que permeia entre a vigília e o sono. Nesse momento, de equilíbrio e tranquilidade, as técnicas são aplicadas de acordo com necessidades do indivíduo através do principal comando: a voz do hipnólogo. A evolução é gradativa e o número de sessões pode variar.

Através da hipnoterapia os problemas que desencadearam a patologia podem ser acessados e resolvidos pelo inconsciente, ressignificando-os, ou seja, atribuindo novos significados através da técnica. O resultado do tratamento com hipnose é a substituição da ansiedade e do pânico por um estado de paz e tranquilidade, devolvendo qualidade de vida a quem está sendo submetido ao tratamento.  Associada à hipnose, meditação, yoga e outras atividades físicas praticadas com regularidade, unidas a uma alimentação saudável podem ajudar durante o processo.

 

Saiba mais sobre hipnose clínica e outros tipos aqui.

Aprenda a manter sua mente sob o seu controle: Curso de Auto-hipnose em Salvador